Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘off-topic’

Ah, o Natal, época maravilhosa ! Todo mundo nas ruas, pessoas felizes, compras, Papai Noel, decorações de Natal. Ah, o Natal !

Como eu adoro essa época, resolvi dar uma dica dos 10 melhores passeios natalinos que a cidade de São Paulo oferece. Neve, comidas típicas, decorações luxuosas, temos tudo isso reunido em São Paulo.

Confira o top 10 dos melhores passeios de Natal de SP:

#10ª – Comprar iguarias de Natal no Mercado Municipal

. Se você adora o Mercadão ou deseja conhecê-lo, saiba que essa é a melhor época do ano para andar por suas alamedas. Se você adora passar nervoso o calor humano, esse é o lugar. Aproveite para comer o famoso bolinho de bacalhau ou o sanduíche de mortadela do MM. Mas não esqueça de levar alguns sinalizadores sonoros, no caso de querer ser atendido.

¤ Passeio para quem tem paciência de Jó.


#9ª – Maior panetone do mundo

. São Paulo é uma cidade com mania de grandeza. Está aqui o maior panetone do mundo, localizado no Jardim Leonor, um bairro da periferia chique da cidade. Escolha roupas leves e calçado apropriado. O Panetone está em um lugar ermo, longe de tudo. Leve também bebida e comida.

¤ Passeio para quem quer treinar para a São Silvestre.


#8ª – Ver a decoração de Natal dos Shoppings

. Escolha um dos 5321 shoppings da cidade e boa diversão. Este passeio é para quem gosta de se fud calor humano e gente fdpchique. Depois de ficar 1 hora procurando vagas no estacionamento, você verá que a espera valeu a pena. Enquanto aguarda na fila da escada rolante para chegar ao shopping,  aproveite para observar tudo nos mínimos detalhes. Existe coisa mais bonita que shopping center em época de Natal ? Se você tem filhos, não perca a oportunidade de levá-los para conhecer o Papai Noel.

¤ Passeio para quem acredita em exú caveira espírito natalino.


#7ª -Ver a árvore do Ibirapuera

. Esse é um dos passeios mais concorridos  da cidade e deve ser feito obrigatoriamente de carro. A medonha árvore do Santander já está virando muito tradicional entre os provincianos moradores de São Paulo. A melhor hora para visitar esse monstrengo maravilhoso enfeite natalino é entre as 6 da tarde e às 11 da noite. Menos de 3 horas e muitos litros de gasolina depois, sua vida miserável será outra após conhecer um dos mais bonitos artefatos de Natal já criado pelo cramulhão homem.

¤ Passeio para quem acha que já viu de tudo nesta vida.


#6ª – Ver a decoração da Avenida Paulista

. Se você ainda tiver gasolina na caranga, aproveite e suba até a Avenida Paulista, a mais paulista das avenidas. Rode-a de ponta a ponta, da Casa das Rosas até a Avenida Consolação e respire a fumaça preta do Natal. Dê uma parada no Banco de bosta Boston e no Banco Real, onde sempre acontecem apresentações de bizarrices luzes e cores e a travessia de Papais Noéis, respectivamente.

¤ Passeio para quem acredita em duendes.


#5ª – Passeio no Bus Noel do Papai Noel Fumassa

. Embarque no ônibus mais natalino do mundo, o do Papai Noel Fumassa (com dois esses mesmo), na cidade de Santo André. O ônibus todo decorado com enfeites de Natal, tem como motorista o mais famoso Papai Noel de Santo André. Aproveite o City Tour pela cidade e conheça as lindas avenidas Senador Fláquer, Pereira Barreto, Atlântica, Lions e não deixe de fotografar o ABC Plaza Shopping, a Fábrica São Jorge e os lindos condomínios verticais do bairro Jardim.

¤ Passeio para quem perdeu a noção sempre quis conhecer o ABC.


#4ª – Ver a decoração da Ponte Estaiada

.Outro passeio pra quem tem merda na cabeça quer conhecer a mais moderna ponte que o cramulhão homem já contruiu por essas plagas, o Estilingão. Passe pela grotesca ponte várias vezes e não deixe de fotografar a belíssima decoração de Natal. O mais legal desse passeio é estacionar em cima da ponte, fazer várias fotos e publicá-las no Orkut.

¤ Passeio para quem merece apanhar o que há de melhor na vida.


#3ª – Passear na 25 de março

.Essa época é a melhor pra quem quer curtir os encantos da 25 de março. Com sorte você poderá ver o coral de Natal da GCM e da PM com os camelôs. Shows diários com fogo, bombas de efeito moral e sprays de pimenta fazem desse passeio um dos mais charmosos da cidade. Aproveite o dia se conseguir sobreviver para fazer compras em um dos maiores polos de tranqueiras compras populares do país.

¤ Passeio para quem aprecia presentes finos e lugar tranquilo.


#2ª – Ver a fonte multimídia do Pão de Açúcar

.Pertinho da grotesca árvore do Santander, há a ridícula fonte multimídia do Pão de Açúcar. Esse é outro ponto natalinos que os provincianos moradores da cidade adoram. Como bom paulistano, faça esse passeio de carro. Curta cada minuto do congestionamento trajeto observando a decoração natalina das avenidas próximas. Ao chegar a fonte, ligue o pisca, largue o carro em fila dupla e assista o show de preferência em cima do empurra-empurra Monumento às Bandeiras, linda obra de Victor Brecheret.

¤ Passeio para quem não tem vergonha na cara de ser feliz.


#1ª – Visita à Rua Normandia

. Neve em dezembro em uma rua européia em plena SP. Isso é a rua Normandia ! Situada no bairro mais cafona europeu da cidade, Moema. Feche os olhos e sinta por um instante a espuma de sabão em pó neve artificial caindo em seu rosto. Abra os olhos lentamente e veja a decoração natalina mais linda do mundo. Sinta-se no inferno na Europa por alguns momentos. Aproveite e aprecie a comida típica natalina vendida nas barraquinhas ao redor desse paraíso. Milho, dogão, espetinho de queijo coalho e yakisoba. Prefira as frutas, como melancia, vendidadas abundantemente no comércio popular local.

¤ Passeio para quem quer conhecer a Europa e não tem grana dentro de SP.


Anúncios

Read Full Post »

Fernanda Young em 1a mão

Como o Tito do expatriated. tem diversas fontes (a atual é a serif, se não me engano), o cara tem informações privilegiadas.

É o 1º na internet a divulgar uma foto da Fernanda Young. Duvidou ?

Veja com seus próprios olhos aqui.

Read Full Post »

Hallowugo

Happy Haloweeeeeaaarrrgghhhh !!!

 

Halloween

Read Full Post »

Cenas da maternidade

Último dia, mãe e filhos já haviam recebido a alta. Já tinho acertado a dolorosa na tesouraria e arrumado as malas. Tudo pronto pra voltar pra casa. A enfermaria do andar e o berçário já tinham dado o ok para a liberação dos dois. Agora  só faltava trazer um carrinho (desses de aeroporto, onde se empilham malas) pro quarto pra carregar as coisas para o carro.

Botei o filho #1 nas costas e fui até a recepção em busca de um. Depois de descer alguns andares a pé, chegamos a recepção, que ficava muito longe do nosso quarto. Nada, nem sinal de carrinho, só alguns pais desesperados na mesma situação que a nossa. Alguém me orienta para tentar no estacionamento, com certeza encontraria. Com o moleque nas costas, corro até o elevador que dá ao estacionamento interno. Quando a porta se abre, um segurança sai empurrando dois carrinhos. Como vê minha cara de desespero, pergunta se quero um. Claro, aceitei na hora.

Com o filho nas costas mas com o carrinho garantido, passo pela recepção com vontade de comemorar um gol. Com uma cara blasé, conto para os pais onde achei o meu. Antes de chegar ao elevador, meu filho aponta para o nariz e reclama que ele está escorrendo. Paro na enfermaria do andar e peço um pedaço de papel higiênico. As enfermeiras me orientam para buscar no banheiro, no final do corredor, pois aquele papel poderia machucar o nariz no menino. Ok, decido procurar pelo banheiro. O que acontece a seguir fecha com chave de ouro nossa ida à maternidade em busca do mais novo palestrino da família.

Encontro o banheiro e como é pequeno, não consigo entrar com o carrinho. Para não correr riscos, decido fazer malabarismo. Seguro a porta com o pé e me abaixo para pegar um pedaço de papel higiênico. Com o filho #1 nas costas. Pego o papel e começo a limpar o nariz do rebento, sempre segurando a porta com o pé. De repente, meu filho começa a balançar e falar alguma coisa que não consigo entender, fazendo com que ficasse quase impossível limpar seu nariz. Paro e pergunto o que ele quer. Meu filho que está no meu colo e de frente para a porta, aponta freneticamente para a porta falando:

– “Ó papai, cáca ! Ó papai, cáca !”

Quando viro a cabeça, vejo um bambi com a camisa do SPFW apontando para o carrinho com cara de poucos amigos. Imediatamente comecei a rir com a situação. Meu filho continuava repetindo seu mantra e o cara falando algo e apontando para o carrinho. Fiz sinal para o bambi esperar um minuto. Olhei para meu filho, rindo, e falei: “Cáááááca, filho. Isso mesmo”. Perguntei ao bambi com olhar entre o incrédulo e o desorientado o que ele queria. O carrinho é seu, perguntou. Respondi que sim, ainda com o sorriso no rosto.

Quando o bambi saiu, soltei outra gargalhada. Meu filho que está na idade de repetir tudo, riu também. Esse já está encaminhado.

Ó papai, cááááca !!

Ó papai, cááááca !!



** Além de chamar os bambis de “cááááca”, meu filho costuma dizer também que “cuíntia é cáca”. Esse menino sabe das coisas.

Read Full Post »

É com enorme prazer que esse blog tira uns dias de férias.

Ontem a noite meu filho #2 nasceu. Cabeludo, bochechudo, lindo !

Esse pai babão estará fora do ar até o final de semana, onde aí sim, o mais novo palestrino da família assistirá o jogo contra o Santos, ao lado do paizão e do irmão.

Enquanto isso, sou só babação. Eu mereço.

Torcida bem jovem do Palmeiras

Read Full Post »

Momento Paulo Francis

Se fosse vivo, o jornalista e bicha amarga Paulo Francis faria 79 anos hoje.

Nunca levei Paulo Francis a sério. Pra mim era só diversão, o melhor imitador do personagem que criou.

Hoje, da ampla varanda de sua nova casa, Francis exala toda sua educação suíça a cada novo morador que chega: Puta que pariu, chegou mais um !

Read Full Post »

Sem falar do clássico

Não vou falar do jogo de ontem contra as moças porque não vi. Ontem foi o dia do aniversário de 2 anos do meu pequeno palestrino, e por essa razão passei o dia todo mergulhado na festa.

Os amigos palmeirenses reclamaram: “cê tá de sacanagem, marcar a festa no dia do jogo ?”. As avós reclamaram: “você me inventa uma festa bem no dia que o Gugu vai estreiar na Record !”. Consegui desagradar a gregos e troianos. Mas a culpa é da CBF, essa confederaçãozinha mequetrefe que não me avisou a alguns meses atrás que o dia 30 de agosto era dia de Palmeiras x bambis. Paciência.

Me lembro que ano passado, no aniversário de 1 ano do filhote, o verdão foi a Curitiba jogar contra o Atlético/PR. Ná época nós ainda estávamos na briga e aquele jogo era de suma importância para as nossas pretensões. Ganhamos de 2×1 com 2 gols do DS e ainda me lembro das caras nervosas de amigos e parentes querendo alguma notícia sobre o jogo.

Esse ano, sabendo que esse jogo tinha forte concorrência com a festa, resolvi levar uma pequena TV para o salão de festas. A TV é pequena, bem pequena mesmo. Mas seria meu presente aos amigos e parentes que, apesar da vontade de estar no campo ou de assistir a peleja em uma TV de verdade, marcaram presença na festinha.

No final, salvaram-se todos. Os torcedores desesperados com o jogo, as mães desesperadas que uma simples festinha de crianças pudesse se transformar em um estádio cheio de fanáticos, e as crianças que tiveram outra diversão, entre uma brincadeira e outra iam até a TV para ver se alguém já tinha feito gol.

E em um dia de um jogo tão esperado por nós palmeirenses, minha cabeça ficou apontada para outra direção.

Parabéns pelos 2 anos de vida, meu pequeno palestrino !

Vai se preparando que a hora de conhecer o Palestra está chegando.


Esse já era palmeirense dentro da barriga da mãe

Esse já era palmeirense dentro da barriga da mãe

Read Full Post »

Older Posts »